Consultoria

/ Escritório de Projetos PMO / Avaliação e Expansão

Escritório de Projetos PMO / Avaliação e Expansão

Para as empresas que já possuem Escritório de Projetos ou PMO (Project Management Office) e que querem efetuar uma avaliação da situação atual (revisão dos processos de Gerenciamento de Projetos) ou realizar uma mudança tática na sua forma de atuar, por exemplo, passando de Centro de Suporte para Centro de Execução de Projetos ou de Centro de Suporte para Centro de Excelência, a Impariamo® oferece serviços de avaliação da situação atual e proposição de adequação alinhada à estratégia da empresa, contemplando o acompanhamento da implantação do novo modelo a ser implementado.

Assim como na criação do Escritório de Projetos, o novo modelo propiciará a inclusão de novas funções e responsabilidades, como: padronização de metodologias e ferramentas, nova estruturação organizacional, suporte, treinamento, definição de indicadores para monitoramento dos projetos, políticas de captura e divulgação de boas práticas internas e externas, tratamento de lições aprendidas, etc.

É importante destacar que um PMO deve garantir que os processos de gerenciamento de projetos atendam à legislação vigente, às diretrizes do segmento de negócio e às normas internas (compliance).

Conforme trabalho desenvolvido por Monique Aubry, Brian Hobbs e Denis Thuillier (A new framework for understanding organisational project management through the PMO), um Escritório de Projetos pode assumir um conjunto das seguintes 27 funções:

  1. Informar o status dos projetos para a alta gerência.
  2. Desenvolver e implementar a metodologia padrão.
  3. Monitorar e controlar o desempenho de projetos.
  4. Desenvolver as competências dos profissionais, incluindo treinamento.
  5. Implementar e operar sistemas de informação dos projetos.
  6. Prover aconselhamento à alta gerência.
  7. Coordenar e integrar projetos de um portfólio.
  8. Desenvolver e manter um quadro estratégico de projetos (dashboards, scoreboards).
  9. Promover o gerenciamento de projetos dentro da organização.
  10. Monitorar e controlar o desempenho do próprio PMO.
  11. Participar do planejamento estratégico.
  12. Prover mentoring para os Gerentes de Projetos.
  13. Gerenciar um ou mais portfólios.
  14. Identificar, selecionar e priorizar novos projetos.
  15. Gerenciar arquivos/acervos de documentação de projetos.
  16. Gerenciar um ou mais programas.
  17. Conduzir auditorias de projetos.
  18. Gerenciar interfaces de clientes.
  19. Prover um conjunto de ferramentas sem o esforço de padronização.
  20. Executar tarefas especializadas para os Gerentes de Projetos.
  21. Alocar recursos entre os projetos.
  22. Conduzir reuniões pós-gerenciamento do projeto (lições aprendidas).
  23. Implementar e gerenciar banco de dados de lições aprendidas.
  24. Implementar e gerenciar banco de dados de riscos.
  25. Gerenciar os benefícios de programas.
  26. Mapear o relacionamento e o ambiente de projetos.
  27. Recrutar, selecionar, avaliar e determinar salários dos Gerentes de Projetos.

Fonte: adaptado de ALMEIDA, Norberto; ALMEIDA, Felipe. Metodologia de Gerenciamento de Portfólio: teoria e prática. Rio de Janeiro: Brasport, 2013, p.40/41.

Leitura recomendada: “Escritório de Projetos: modalidades e responsabilidades“, artigo escrito por Armando Terribili Filho da IMPARIAMO®.

Quer saber mais? Escreva para: consultoria@impariamo.com.br

Voltar

Compartilhe no WhatsApp