Menu

Gerenciamento de riscos em projetos nas organizações no Brasil

Gerenciamento de riscos em projetos nas organizações no Brasil

por Armando Terribili Filho da IMPARIAMO 

Este estudo se propõe a realizar uma análise histórica da disciplina “gerenciamento de riscos” com base nos oito resultados dos benchmarkings (2003 a 2010) em Gerenciamento de Projetos no Brasil, realizado anualmente pelos chapters do PMI. 60 organizações participaram em 2003 e 460 em 2010.

Os procedimentos metodológicos para elaboração desse artigo contemplaram a realização de revisão bibliográfica dos estudos de benchmarking em gerenciamento de projetos realizados no País, incluindo a avaliação de conteúdo de todas as perguntas formuladas às organizações respondentes, possibilitando a elaboração de uma matriz de trabalho para garantir uma efetiva análise histórica e evolutiva dos resultados de cada item pesquisado. Os resultados mostram que de forma estável no período analisado, cerca de dois terços das organizações consideram o item “risco” em suas metodologias de Gerenciamento de Projetos, entretanto, apenas um terço tem uma metodologia formal. As próximas edições poderiam contemplar investigações sobre metodologias e softwares em uso, percentual de tempo despendido nos processos de gerenciamento de riscos, técnicas e ferramentas utilizadas, e também, a influência dos riscos no cálculo da reserva financeira do projeto.

Palavras-chave: gerenciamento de riscos; riscos; benchmarking gerenciamento projetos; benchmarking gerenciamento riscos.

 

RISK MANAGEMENT IN PROJECTS IN THE ORGANIZATIONS IN BRAZIL

This study aims to perform a historical analysis of the discipline "risk management" based on the eight benchmarks results (2003 to 2010) Project Management in Brazil, conducted annually by the PMI chapters in Brazil. 60 organizations participated in 2003 and 460 in 2010. The methodological procedures to develop this article include the literature review of benchmarking studies in project management conducted in the country, approaching the content evaluation of all questions done to the researched organizations, enabling the development of work matrix to ensure an effective historical and evolutionary results analysis of each item addressed. Steadily over this period, about two-thirds of organizations consider the item "risk" in their Project Management methodologies, however, only a third have a formal methodology. Future editions could include research on methodologies and software in use, percentage of time spent on risk management processes, techniques and tools used, and also the influence of risk in the calculation of the project's financial reserves.

Keywords: risk management; risks; benchmarking project management; benchmarking risk management.

 

Artigo originalmente publicado na Revista da FAE (Curitiba), v. 17, n. 2, jul/dez-2014, p. 154-177.

 

Para acessar o artigo: CLIQUEAQUI

 

Observações: 

1) Este artigo foi escrito em 2013, tendo por base o trabalho homônimo apresentado no I Simpósio Internacional em Gerenciamento de Projetos (I SINGEP) no dia 07 de dezembro de 2012, promovido pela Universidade Nove de Julho (UNINOVE) na cidade de São Paulo.

2) Desde 2011, os benchmarkings em Gerenciamento de Projetos passaram a ser realizados pelo PMSURVEY.ORG, com a inclusão de organizações de outros países das Américas, Europa e Ásia. Em 2011 participaram 754 organizações. Em 2012 foram 730. Nos anos seguintes, a participação foi de 676 organizações em 2013 e 400 em 2014.

 

 

voltar ao topo

Cursos e Workshops

Consultoria

Impariamo...

Livros

Gerenciamento Projetos

Artigos